O ácido fólico tem uma grande importância para a mamãe e o bebê durante a gestação. Relembre os benefícios dessa vitamina, assunto já tratado anteriormente aqui no blog!

Se você está planejando ter um filho, o ideal é que o pré-natal comece antes da concepção. Por isso, a mulher deve procurar o médico antes de engravidar. Nesse momento, é importante fazer exames laboratoriais de rotina (hemograma, glicemia de jejum, tipagem sanguínea, sorologias, exame de urina) e uma avaliação clínica geral da futura gestante. Se tudo estiver bem, recomenda-se que tome ácido fólico, uma vitamina do complexo B, para diminuir o risco de malformação do sistema nervoso central do bebê.

O ácido fólico é um nutriente muito importante para as grávidas, porque ajuda a prevenir doenças do tubo neural no bebê, como a espinha bífida (quando a medula espinhal não se fecha por completo), e pode diminuir o risco de abortos espontâneos. O problema é que é praticamente impossível consumir a quantidade de alimentos necessária para se chegar à dose ideal dessa vitamina durante a gestação.

O ideal é já estar tomando suplemento antes mesmo de engravidar, porque o desenvolvimento fetal é rápido no início da gestação, e os tubos neurais dos fetos se fecham durante as quatro primeiras semanas da gravidez. Por esse motivo recomenda-se um suplemento de ácido fólico (dose diária de 400 mcg) a partir de três meses antes da gestação e no primeiro trimestre da gravidez, associado a uma dieta rica em folato.

Uma vez que você chegue ao segundo trimestre, o suplemento não é mais necessário, embora seu uso contínuo não prejudique você nem a criança. Seu efeito dura um ano, e caso não tenha engravidado nesse período, a mulher deve tomar novamente ácido fólico durante três meses.

Além dos suplementos, tente manter uma dieta saudável que inclua alimentos ricos em ácido fólico, em especial as verduras verde-escuro. Uma boa porção diária de salada é um ótimo começo.

Veja a seguir algumas outras sugestões de fontes da vitamina:

– Couve, brócolis, taioba, rúcula, agrião, aspargos;
– Feijão;
– Gérmen de trigo;
– Mamão papaia;
– Laranja;
– Ovo cozido;
– Salmão;
– Carne vermelha;

Deixe um comentário