A gestação e o seus incômodos

    Sabe aqueles incômodos que a maioria das grávidas sente? Enjoo, inchaço, constipação, alergias... A nutricionista Luane Magnago preparou um post sobre esse assunto, que dará início a uma série especial sobre o tema

    Durante a gestação, existem vários sintomas e doenças comuns que podem aparecer, tais como: constipação, inchaço, câimbras, alergias alimentares, infecções urinárias, diabetes gestacional, hipertensão, anemia e enjoos. Nos próximos meses estaremos abordando cada um desses sintomas e/ou doenças, como preveni-los e aliviá-los.

    Hoje vamos falar sobre enjoos, que podem estar relacionados a diversos fatores e são comuns na gravidez, principalmente nos três primeiros meses. Uma de suas causas prováveis é a hormonal. Esse sintoma é relacionado à ação do hormônio gonadotrofina coriônica humana (hCG).

    O enjoo pode ser também um sintoma de hipoglicemia, ou seja, falta de glicose para o sistema nervoso central, que podem ser explicadas por cinco situações:

    – Se a gestante ficar muito tempo sem comer (mais de 3 horas);
    – Se comer muito carboidrato refinado (arroz branco, pão branco, açúcar);
    – Se ingerir grande quantidade de comida na mesma refeição;
    – Se a gestante tiver resistência à insulina ou alergias alimentares;
    – Se mantiver um baixo consumo de frutas e verduras.

    Mas as questões não param por aí. A deficiência de vitamina B6 também pode causar enjoos. No primeiro trimestre as necessidades dessa vitamina ficam bem elevadas e, se a gestante não tem um consumo adequado de alimentos ricos nesse nutriente (cereais integrais, vegetais verde escuros, banana, carnes), pode ter este sintoma. Por isso, aumentar o consumo desses produtos diariamente e fazer exames de sangue para avaliar se a mamãe está com alguma deficiência nutricional é essencial.

    Various_grainsCereais integrais são ricos em vitamina B6

    Mas, se enjoo aparecer, como posso aliviar esse sintoma tão incômodo?

    A solução é simples! Consumir alimentos gelados, gengibre – uma excelente dica é consumir água bem gelada com lascas de gengibre. Comer devagar, fracionar as refeições (comer de 2 a 3 em 3 horas e em pequenas quantidades), mastigar muito bem os alimentos e não ingerir líquidos junto com as refeições também aliviam esse incômodo.

    Pode parecer complicado, mas não é. Basta ter disciplina e foco.
    No próximo mês vamos dar continuidade ao assunto.
    Até lá!

    Foto de capa: George Ruiz / Licença CC

    Foto Cereais