Como remover os dentinhos de leite

    Os dentes decíduos, mais conhecidos como “dentinhos de leite”, são muito mais importantes do que a maioria dos pais imagina. Além de serem os responsáveis pelo lindo sorriso do nosso bebê, eles exercem funções fundamentais para o desenvolvimento da mastigação e da fala.

    A troca dos dentes de leite pelos permanentes começará por volta dos 6 anos de idade e ocorrerá gradativamente até os 12 anos quando normalmente a dentição permanente estará completa. A mãe não precisa se preocupar, pois os dentinhos ficarão “molinhos” e cairão sem dor ou sangramento.

    Essa fase, às vezes, se torna complicada porque algumas crianças ficam com “medo de doer” ou “medo de sair sangue”. Nessa hora os pais devem manter a tranquilidade e ter paciência com a criança. O ideal é que esses dentes “caiam” naturalmente em casa sem a necessidade de levar a criança ao odontopediatra. Para isso, devemos pedir para que a própria criança “balance” o dentinho até que ele fique bem molinho e caia sem dor ou sangramento. Caso o dente precise ser retirado, o faça com uma gaze ou fraldinha seca para que não “escorregue” e saia de uma só vez, sem machucar a gengiva. Se houver um pequeno sangramento após a remoção, basta colocar gelo no local ou dar à criança um pouco de sorvete (elas adoram!).

    Evite usar fio dental para fazer a remoção. Em geral, não sai na primeira vez, as crianças ficam nervosas e o sangramento aumenta, sendo uma experiência ruim que dificulta a retirada dos próximos dentinhos. Nem pensar em usar objetos pontiagudos, pois podem causar acidentes e machucar o rostinho da criança. O ideal é ter paciência e deixar que o dente fique “bem molinho” antes de fazer tentativas frustradas que geram dor e ansiedade na criança. Se, ainda assim, essa troca se tornar um transtorno e os pais ficarem inseguros, o melhor é levar a criança ao odontopediatra para que ele converse com a criança e oriente os pais sobre a melhor forma de fazê-lo.