Acidentes com traumas na boca aumentam nas férias

    A época em que os acidentes infantis são mais recorrentes é nas férias escolares. Alice Sarcinelli dá dicas de como reagir se acontecer com o pimpolho.

    As férias escolares estão aí e esta época é propícia para o aumento de acidentes infantis, incluindo os que envolvem a boca e os dentes. Tropeços, batidas, acidentes automobilísticos ou domésticos, durante a prática de esportes ou brincadeiras como pega-pega em parquinhos estão entre as principais causas. A maioria dos traumatismos atingem os dentes anteriores superiores, acarretando um problema não só físico, mas também estético e emocional. Os primeiros socorros são imprescindíveis para o sucesso do tratamento de um traumatismo dentário.

    Quando as crianças têm dente de leite, as consequências podem influenciar o desenvolvimento dos permanentes. Se houver um trauma que arranque algum dente de leite da criança os pais jamais devem tentar recolocá-lo no lugar, pois as chances de lesar o dente permanente são altas. Pequenos traumas recorrentes podem ser tão preocupantes quanto um grande e mesmo quando não há sangramento devem ser relatados ao odontopediatra, devido à proximidade da raiz do dente de leite com a coroa do dente permanente. Seguem algumas dicas de passo a passo sobre os primeiros socorros.

    Passo a passo dos Primeiros Socorros

    Fique calmo: é importante que o responsável pela criança mantenha a calma na hora do acidente. Todos os procedimentos a seguir dependem de sua atitude.

    Acalme a vítima: o momento do traumatismo não causa só dor e sofrimento, mas também alterações psicológicas.

    Realize a limpeza do local com água corrente e pano limpo, a fim de remover o material contaminado (terra, areia, entre outros) e examine a região atingida. A melhor posição para a limpeza e o exame inicial do trauma: dois adultos, técnica joelho a joelho.

    Evite esfregar! Se houver sangramento, coloque uma compressa com pano limpo e gelo no local por pelo menos 3 minutos.

    Deve-se agir com rapidez! Entre em contato com o odontopediatra da criança. Quanto menor o tempo desde os primeiros socorros até o encaminhamento ao dentista, melhores serão os resultados finais.

    Se houver possibilidade, localize o dente perdido (no caso de ter se soltado da boca) e leve-o ao dentista dentro de um copo com leite (alternativa 1. soro fisiológico, 2. água filtrada).
    Se for apenas um fragmento do dente, leve-o num copo com água filtrada ou soro fisiológico.
    Evite que a criança mastigue qualquer alimento duro ou use chupeta, mamadeira ou chupe dedo até a consulta com o dentista.

    O responsável pela criança na hora do acidente deve saber relatar ao odontopediatra detalhes do ocorrido: local, como, quando ocorreu o traumatismo.