Alimentação saudável também é importante para crianças

    É fato: os alimentos industrializados são figurinha repetida nas lancheiras dos pimpolhos. E quem sai perdendo nisso é a saúde do pimpolho.

    Com tantas atividades para serem realizadas durante o dia, é normal papais e mamães optarem pela praticidade na hora de preparar o lanche escolar dos pimpolhos. Acontece que, na maioria das vezes, isso se resume a alimentos industrializados. E quem sai perdendo, e muito, é a saúde das crianças.

    A nutricionista Giovana Coelho Almeida, em entrevista ao jornal A Tribuna, esclarece que o ideal é optar por produtos caseiros e integrais, sucos naturais e frutas. “Alimentos industrializados são ricos em açúcar, sódio e conservantes, que fazem muito mal à saúde. As crianças estão cada vez mais sedentárias e com alimentação pior, o que leva à obesidade, colesterol alto e diabetes”, alerta.

    A preocupação com a alimentação tem de vir desde a gravidez, como a gente já comentou aqui, porque os hábitos alimentares das futuras mamães influenciam a preferência alimentar do bebê, e depois, seguir até os dois anos, sempre apresentando uma gama de alimentos saudáveis aos pequenos. “É uma fase de experimentação. Depois, as crianças ficam mais seletivas. Nesse período, deve haver mais insistência e não se pode retirar do pratinho os alimentos recusados”, ressalta a nutricionista Maria da Conceição Giacomini.

    Após essa fase, os pimpolhos começam a pedir sempre os mesmos alimentos e preparações, ficando mais difícil com que experimentem novos alimentos.

    Dicas
    • Opte por refeições bem coloridas e que contenham os cinco grupos de alimentos;
    • Evite ao máximo os produtos industrializados;
    • As crianças, no início, só consomem o que lhe oferecem. Portanto, acostume-a com bons hábitos;
    • Insista, mesmo que o pimpolho diga que não gosta;
    • Seja criativo. Se o bebê disser que não gosta de um legume ensopado, tente outra preparação que ele possa gostar;
    • Envolva os pequenos em todo o processo. Leve-os para a feira para ajudarem na escolha de frutas, legumes, etc.;
    • Dê o exemplo! Não adianta cobrar um hábito do pimpolho que ninguém mais tenha em casa.