Bebês podem comer açúcar?

    Qual mamãe ou papai nunca ouviu um "mas vai aguar!", não é mesmo? A alimentação do bebê é sempre vigiada! Nossa colunista Andreia Friques explica porquê o açúcar é um dos vilões para a dieta alimentar dos pequenos.

    Alimentação é sempre um tema delicado quando estamos falando dos pimpolhos. Quando se trata dos doces, então, fica ainda mais complicado saber como agir. Qual mãe ou pai nunca passou pela situação: “ah, mas só unzinho, pra ele não aguar”?

    Uma das coisas mais difíceis no processo da educação alimentar de nossos filhos é conseguir mantê-los longe do açúcar e guloseimas. Por isso, vou ?compartilhar com vocês ?essa informação mega importante!

    Sou mãe, assim como vocês, e já recebi e ainda recebo muitos olhares do tipo: “mas é só uma balinha”, “só um dedinho lambuzado de sorvete”. Acredito que crianças pequenas não devem ter contato com açúcar, especialmente nos primeiros 2 anos de vida!

    Isso porque já está mais que comprovado cientificamente que os primeiros mil dias de vida (da gestação até os 2 anos) são cruciais para a saúde do pimpolho com repercussões por toda sua vida!

    Algumas razões para não acostumarmos nossos pequenos com o açúcar:

    • Açúcar branco é caloria vazia, não tem nenhum nutriente importante para o organismo.
    • Quando em excesso, aumenta (e muito!) a chance de obesidade, diabetes, câncer, entre várias outras doenças.
    • Entre 1 ano e meio e 3 anos o apetite dos pequenos diminui e eles entram numa fase chamada “mini-adolescência”. Muitos “param de comer” ou tornam-se seletivos. Aqueles acostumados a ingerir açúcar certamente enfrentarão muito mais dificuldades nessa fase e a família sofrerá mais.
    • Quanto mais oferecermos os alimentos adoçados artificialmente, mais o bebê vai preferir esse tipo de alimento e mais difícil será introduzir outros sabores.
    • O açúcar mascara o sabor original do alimento e o bebê tende a recusá-lo quando oferecido da forma natural.
    Lembre-se:
    • O bebê está provando tudo. Ele vai aprender o que você ensinar! A necessidade de comer alimentos doces é do adulto. A criança não sabe que um suco tem que ter açúcar, não sabe que a banana pode ficar “melhor” com achocolatado.
    • O carboidrato que ele precisa para ter energia já está presente nas frutas e na comidinha dele em quantidades suficientes. Se adicionamos açúcar, começamos a vida dele com excessos, e, no futuro, poderemos nos arrepender!
    • O bebê é uma página em branco! É preciso tomar cuidado com o que escrevemos nos primeiros capítulos dessa história.

    Gostou das dicas? Contem pra gente quais comidinhas saudáveis vocês gostam de dar para os pimpolhos de vocês!

    Fonte: fanpage da colunista.