Checklist da primeira mala do bebê: o que levar para a maternidade?

    Checklist: o que levar na mala da maternidade

    Arrumar uma mala para uma viagem de 2 a 4 dias parece uma tarefa simples, mas uma gravidez muda o conceito de simples e complicado de muita coisa. Qual o melhor momento de arrumar a mala para a maternidade? O que levar? E até mesmo: onde coloco a mala para não esquecer?

    Você tem ideia de quantos checklists mentais sobre a mala da maternidade se faz até a hora H? E você sabia que não é nem um pouco incomum descobrir lá na maternidade que não falta nada para o bebê, mas em compensação não tem itens bem básicos na sua bagagem de mãe?

    Para ajudar você nessa missão, fizemos uma lista de itens que não podem deixar de estar na sua mala e algumas dicas de organização.

    Primeiro: A mala da mamãe

    Checklist: o que levar na mala da maternidade

    Arrumar a mala da mamãe primeiro ajuda a ter mais tempo para investir nas escolhas para o pimpolho. Sim! Seja pelos hormônios da gravidez ou pelo coração de mãe, o pensamento é sempre primeiro no bebê, mas não dá para esquecer do bem estar da gestante;

    – Leve 3 camisolas confortáveis. Muitas mulheres dão preferência para camisola no lugar de pijamas para evitar incômodos. Lembre-se também da amamentação, então escolhas camisolas que facilitem o processo;

    – Escolha 6 calcinhas e 3 sutiãs, de preferência dos bem confortáveis, de algodão;

    – Coloque também 1 par de chinelos, ou pantufas, para ir ao banheiro e dar umas voltinhas no corredor da maternidade;

    – Lembre-se de colocar na mala 1 pacote de absorvente noturnos ou fralda geriátrica;

    – A cinta é um item polêmico dessa lista. Algumas mulheres vestem uma cinta de modelar numa boa, algumas horas depois do parto. Outras preferem calcinhas mais altas com compressão moderada e ainda há as que não usam nenhum desses itens durante a estadia na maternidade. Seja qual for sua opção, o mais importante mesmo é você se sentir bem;

    – Touca de banho;

    – Lencinhos de algodão, ou absorventes próprios para os seios, pois o leite pode vazar;

    – Escova de dentes, pasta e fio dental. Cuidar da sua saúde bucal é muito importante até pela saúde do neném;

    – Batom. Batom? Isso mesmo! Afinal, toda mamãe quer fazer várias fotos com o bebê e claro que o batom ajuda a melhorar a fisionomia de qualquer mamãe cansada;

    – Lembre-se da roupa de ir para a casa. Muita gente costuma lembrar apenas de levar as camisolas, mas esquece que um dia vai ter alta do hospital. Portanto, é super importante levar uma roupa “civil” na mala;

    – Ah! O calçado! Pode ser chinelo, sandália, tênis, só evite calçados desconfortáveis e saltos altos, pois os pés ainda podem estar um pouco inchados;

    – Um saco para guardar a roupa suja;

    – No mais, não se esqueça de: sabonete, shampoo, condicionador, desodorante, hidratante para o corpo. A sugestão é que não tenham perfume, ou sejam bem suaves, para evitar incomodar o bebê ou causar alergias. E na hora de passar o hidratante, evite passar nos seios, especialmente no bico;

    Segundo: A mala do pimpolho

    Checklist: o que levar na mala da maternidade

    O ideal é ter cinco a seis mudas de roupa, pois o bebê pode fazer surpresinhas;

    Outra dica é já separar as trocas em sacolinhas individuais com uma etiqueta indicando a ocasião. Isso evita que o papai, ou outra pessoa que estiver dando assistência coloque a roupa errada no momento que você idealizou. Acredite, se isso acontecer há grandes chances de você ficar mais aborrecida que o normal, pois o seu corpo ainda estará convivendo com a tempestade de hormônios.

    Então seriam de 5 a seis envelopes (ou saquinhos) com as respectivas mudas de roupas por ocasião, devidamente etiquetadas.  As que costumam ser mais importantes são a primeira roupinha e a da saída da maternidade.

    Cada envelope ou saquinho deve conter:

    1 macacão, 1 body, 1 calça ou mijão, 1 par de meias, 1 fralda;

    No envelope “Saída da Maternidade”  algumas mães reservam peças especiais do vestuário do bebê, e vale colocar uma mantinha confortável também. Outro item que ganha destaque nesse momento é o primeiro sapatinho!

    Além disso você precisa lembrar de: 

    – 2 mantinhas que estejam de acordo com a temperatura local;

    – 3 pares de luvinhas e touca se estiver frio;

    – 6 toalhinhas de boca;

    – 2 toalhas;

    Para a higiene é importante:

    – 1 Sabonete líquido da cabeça aos pés;

    – Álcool 70%, usado na cicatrização do umbigo do bebê e também pelas mães que fazem cesariana;

    – Pomada anti assaduras;

    – Algodão para limpar o bumbum do bebê ou lenço umedecido;

    – 1 pacote de fraldas recém-nascido;

    – 1 saquinho para roupa suja;

    – 1 trocador;

    – 2 cueiros;

    – 1 escova de cabelo para bebê, se ele for cabeludinho;

    Outros itens

    Tem maternidade que oferece, mas para as que não têm, vale levar um sabonete líquido e um álcool de higienização das mãos. Lavar as mãos e passar álcool é recomendação obrigatória de todas as visitas.

    Também não se esqueça que o bebê precisa de um bebê conforto no carro! Algumas maternidades até fiscalizam se está tudo de acordo com as normas de segurança de transporte antes de liberar a bebê para ir para a casa.

    Uma caixinha de som com músicas que você gostaria que seu bebê ouvisse logo que nascesse.

    Quando arrumar as malas?

    Os bebês têm seu próprio tempo, por mais que a gente programe, nada garante que será de acordo com o cronograma. Mas, arrumar as malas logo no início da gravidez não é muito bom, porque as roupas podem ficar com aquele cheirinho indesejável de guardado. Uma sugestão é organizar as coisas a partir do 6º mês de gravidez e não passar do 8o mês sem estar com tudo pronto.

    Coloque as malas em um lugar fácil e visível de pegar.

    Um truque que têm sido usado também é deixar uma toalha bem grossa, dessas de praia, junto com as malas. O objetivo é colocar no banco do carro onde você vai sentada, porque ajuda a evitar bagunça caso a bolsa estoure no caminho para a maternidade.