Fases do bebê: curso para a chegada do baby

    Amigas e amigos do blog,

    Para esta semana que passou, tenho algumas dicas do curso de gestante do Apart Hospital, que é muito bom.

    O curso foi muito interessante. Tiveram palestras com pediatra, odontopediatra, anestesista, projeto mãe-canguru, obstetra, psicólogo. Práticas de como dar o 1º banhinho no bebê e visita ao berçário e aos quartos do hospital, além de coffee break, brindes e foto ao vivo. Seguem algumas dicas importantes que foram passadas:

    1- Pediatra: as primeiras vacinas que os bebês devem tomar ainda na maternidade são a BCG (Bacilo Calmette – Guérin), que é para prevenir contra a tuberculose e a 1ª dose da hepatite B. Peça ao seu acompanhante que cheque se essas vacinas foram realmente aplicadas e exija o cartão de vacinação. O bebê deve ser levado ao pediatra com até sete dias de nascido para fazer os testes do pezinho, do olhinho e da orelhinha, que podem também ser feitos na maternidade. Nesta consulta ao pediatra, o bebê vai ser pesado e medido, mas esta consulta também serve para que a mamãe tire suas dúvidas destes primeiros dias.

    2- Odontopediatra: assim que surgirem os primeiros dentinhos de cima e de baixo do seu bebê, é a hora em que devemos levá-lo a um odontopediatra para que ele nos passe todas as instruções necessárias. A Dra. também falou que a partir desse momento já podemos ensinar o costume de usar o fio dental. Legal é sempre à noite chamar seu filho para que o mesmo crie o hábito de passar o fio dental e escovar os dentes. Segundo a Dra., esse método é muito eficaz.

    Ela também mencionou sobre o uso de chupeta e de mamadeira, que pode fazer muito mal para a formação dos dentes no bebê. Quando o bebê mama do peito

    ele consegue trabalhar no ato da sucção todos os movimentos necessários para a formação da arcada dentária, mas quando o mesmo usa a mamadeira ou a chupeta ele não atinge esses movimentos, prejudicando posteriormente sua mastigação e dentição.

    E um assunto muito interessante é o mal que o refrigerante faz para os dentes dos nossos filhos até o segundo ano de vida: maior incidência de cáries, aumentam as cólicas, e a cafeína encontrada em alguns atrapalha o sono.

    3- Anestesia: foi explicado sobre quais são as anestesias aplicáveis a cada tipo de parto. Elas sempre são determinadas dependendo dos fatores e do quadro clínico da paciente. Tem a peridural, a raquidiana e o duplo bloqueio. O médico anestesista fez uma recomendação para que, já no 7º mês, procurássemos a maternidade aonde vamos ter o bebê para agendar uma consulta com o anestesista para que possamos ser orientadas quanto ao nosso quadro clínico.

    4- Psicólogo: o Dr. que ministrou o curso falou muito para conversarmos bastante com nosso neném desde a gestação para que ele já identifique a voz de seu pai e de sua mãe. E sempre explicar para o bebê o certo e o errado, o bem e o mal. E um assunto importante: sempre que for “brigar” com seu filho, que se abaixe, fique na mesma altura e olhe nos olhos dele, sem gritar, apenas explicando o motivo da “briga”.

    5- Aprendendo a dar banho no bebê: essa parte do curso foi bem interessante porque são explicados os passos para o 1º banho em casa. Nada de comprar xampu com cheiro e nem lavandas. Basta ter um sabonete líquido com PH neutro, porque como ainda não conhecemos nosso filhote, não sabemos se ele vai ser alérgico ou não. E não abuse muito no sabonete líquido. É apenas para dar um cheirinho “de leve”.

    Vale muito a pena participar desse curso. Vejam as próximas datas no site www.perinatalvitoria.com.br. Além deste, vai ter a “Tarde da vovó”, que é uma tarde em que as mães e as sogras das gestantes são convidadas para se reciclarem e trocarem experiências.

    Bem, apenas comentando como estou nesta semana: Giuseppe não para quieto, mexe bastante.

    Qualquer movimento dele eu sinto. Comecei a inchar, já não estou mais usando anel porque não cabe, as dores nas costas começaram, já não consigo dormir direito, me levanto umas três vezes a noite para ir ao banheiro e o danadinho já está pressionando minha púbis. Quando me levanto após ficar muito tempo sentada, sinto umas fisgadas na região pubiana que parece que ele vai nascer. Semana que vem estarei de volta ao obstetra para tirar todas essas dúvidas.

    Mas mesmo com todos esses sintomas, sou a mulher mais feliz do mundo!