Dicas para andar de bicicleta com crianças

    Quem é ciclista conhece bem os benefícios trazidos pela magrela para um deslocamento mais saudável e sustentável. Por isso é comum encontrar adeptos da bicicleta utilizando o veículo para transportar seus pequenos, que aprendem desde cedo a se locomover sobre duas rodas. Mas para que a pratica seja segura para todas as idades é preciso tomar alguns cuidados especiais.

    A preocupação tem uma justificativa séria: dados do Ministério da Saúde de 2003 mostram que os acidentes de trânsito são a principal causa de mortalidade infantil desde o nascimento até os 14 anos de idade, dentre as causas externas.

    Os imprevistos envolvendo bicicleta, patins, patinete e skate estão associados a lesões na infância mais do que qualquer meio de transporte, com exceção do automóvel. Por isso é essencial proteger as crianças durante a pedalada.

    O Código de Trânsito brasileiro permite o transporte de outros passageiros na bicicleta, inclusive crianças, contanto que seja em um “assento especial a ele destinado”. O mercado já oferece diversas opções de cadeirinhas especificas para cada idade e ocasião.

    Traseira


    O modelo é preso na parte de trás da bicicleta e é indicada para crianças maiores, a partir dos seis anos. Podem ter apoio para as pernas ou não. É importante observar para que os pés da criança não toquem na roda da bicicleta e para que ela esteja com cinto de segurança e capacete.

    Dianteira


    Essas cadeirinhas são presas na parte da frente da bicicleta e costumam ser as favoritas da criançada, já que elas podem “assistir” o passeio de um ângulo privilegiado. São mais indicadas para crianças menores, a partir dos nove meses. Também é importante o uso do cinto de segurança e do capacete.

    Trailer


    Quando os passeios forem mais longos, os pais podem optar pelas cadeirinhas do modelo trailer. Apesar de exigir mais esforço do ciclista, elas proporcionam mais conforte e proteção contra o sol e o vento para as crianças, além de permitir levar brinquedos, mamadeiras e outros apetrechos.

    Peso, tamanho e conforto

    Independente do modelo escolhido é essencial respeitar o peso máximo indicado pelo fabricante e o tamanho da criança. Dê preferência às cadeirinhas acolchoadas, com cinto de segurança, refletores e espaço para acomodar os pés.

    Dicas de segurança

    Para passear de bicicleta com seu pequeno sem preocupações, fique atento a outras regrinhas de segurança;

    • Verifique as condições da bicicleta, cheque freios, pedais, correia, pneus, marchas, refletores. É obrigatório usar buzina ou campainha;

    • Use equipamentos de segurança (óculos, capacete e luvas). Atenção ao capacete: o produto deve ter o selo do Inmetro. O tamanho é importante – precisa estar confortável, nem apertado, nem solto;

    • Uma dica para quando a criança se nega a usar o capacete é deixar que ela escolha o produto, com a cor e estilo que preferir;

    • A criança deve usar sapatos fechados, com cadarços apertados;

    • Escolha locais menos movimentados, como parques e ciclovias, quando for andar com o seu filho;

    • Use roupas coloridas e claras. Elas ficam mais visíveis aos olhos dos motoristas;

    • Fique atento aos automóveis que saem e entram em garagens, veículos dando marcha ré e pessoas cruzando a rua;

    • Não ande na contramão. Evite andar na calçada, mesmo com seu filho. Os automóveis, ao saírem das garagens, não conseguem ver quem está passando;

    • Não pedale com seu filho por vias onde caminhões e ônibus trafegam;

    • Sinalize o que vai fazer usando os braços;

    • Respeite a sinalização de trânsito;

    • Ensine a seu filho que a bicicleta não é apenas um brinquedo, mas um veículo de transporte. Andar no trânsito, principalmente, requer cuidado e responsabilidade.

    Seguindo a essas dicas é mais fácil se divertir com seus filhos e aproveitar um passeio saudável e que não agride o meio ambiente.

    Fonte: Pedale Piaui

    [sharethis-inline-buttons]