É Dia das Crianças no Japão, carpas ao vento!

    A cultura oriental possui algumas peculiaridades em relação à ocidental. Uma delas é que originalmente o dia de meninas e meninos são comemorados em datas diferentes. No dia 3 de março, comemora-se o dia das meninas (Hina Matsuri). Já no dia 5 de maio, o dia dos meninos (Tango-no-Sekku).

    Ao se aproximar esta última data, em todo o país, as famílias com filhos hasteiam, em um mastro de bambu, o Koinobori: carpas bem coloridas feitas de tecido ou papel representando o pai e o(s) filho(s) homens. A primeira e maior carpa representa o pai, geralmente predominando a cor preta, e abaixo pequenas carpas coloridas representam os filhos. O efeito do Koinobori tremulando no céu ao sabor do vento causa a impressão de uma carpa nadando contra a correnteza.

    Esse simbolismo remete a atributos como força, persistência, determinação, bravura e sucesso. Valores pretendido pelos pais aos seus filhos, uma vez que este peixe é capaz de nadar contra fortes corredeiras e, mesmo assim, alcançar seu objetivo em um ponto mais alto no rio.

    Uma fábula chinesa diz que a carpa, após conquistar a escalada, se transforma em dragão. Outras histórias atribuem um caráter militar, onde os atributos de valentia, perseverança e sucesso pertenciam aos guerreiros samurais.

    Como perceberam, essa tradição que surgiu no século XVII, é cercada de simbolismo, misticismo e fantasia. O importante é a essência que carrega. Os costumes estão mudando. Atualmente, já é possível ver famílias hasteando o Koinobori para suas filhas. O rigor da tradição cede lugar a uma celebração com carpas coloridas espalhadas e penduradas por todo canto onde as verdadeiras homenageadas são as crianças.

    O que antes era dia dos meninos passou e ser Dia das Crianças (Kodomo no Hi). Carpas ao vento! Apronte a sua.

    Fonte: Cultura Japonesa

    [sharethis-inline-buttons]