Entenda como a rotina pode ajudar no desenvolvimento do seu filho

    Você sabia que a rotina é muito importante para que as crianças consigam ter segurança emocional?

    Rotina

    “Cair na rotina” ganhou um sentido pejorativo de uns tempos para cá. É como se fazer sempre as mesmas coisas do mesmo jeito fosse uma péssima maneira de levar a vida, principalmente para aventureiros de plantão. Mas, você sabia que a rotina é muito importante para que as crianças consigam ter segurança emocional? Então, quando temos um pequeno sob nossa responsabilidade, é bom encarar a organização do dia-a-dia com outros olhos!

    O fato é que, para os pimpolhos, acordar sabendo como vai ser o dia ajuda a se sentir no controle, o que diminui a ansiedade, faz com que aceitem melhor a dinâmica da casa e aprendam a ser adultos mais focados nas suas atividades.

    De acordo com a psicóloga infantil Bárbara Lara, a rotina não precisa ser extremamente rígida, mas estabelecer padrões cotidianos é fundamental, “Ninguém precisa ser escravo da rotina, mas ter hora certa para acordar, de almoçar, de fazer a higiene, de dormir, por exemplo, dão clareza para a criança sobre o que ela deve fazer diariamente”, explica.

    “Hábitos evitam desgastes na relação de pais e filhos. Sabe aquele momento em que a criança quer ver TV e os pais começam a chamar porque ela precisa tomar banho? Se existe uma rotina do banho naquele horário, isso vai se tornando muito mais suave”, exemplifica a psicóloga.

    Outro alerta é ficar atento à forma e não apenas ao horário. Comer assistindo TV, por exemplo, não é saudável para o pimpolho. “É na infância que aprendemos mais facilmente a utilizar nossos sentidos, estar com a mente focada no momento da alimentação é essencial para o desenvolvimento. Quanto mais dificuldade de atenção a criança tem, mais importante ajudá-la a se organizar, a focar. E o reflexo disso segue pela a vida adulta”, destaca Bárbara.

    Além disso, participar das atividades da casa é uma boa forma de dar a eles senso de organização e colaboração. Guardar os brinquedos após a brincadeira, roupa suja ter local certo para ser colocada, são algumas tarefas simples que podem ser realizadas desde cedo.

    Outra dica é deixar claro para a criança quais são suas atividades diárias, pode ser feito um quadro com horários de cada coisa. Acredite, na grande maioria das vezes é mais fácil uma criança seguir o combinado quando já entendeu que faz parte da vida, do que um adulto.

    Bárbara Lara é psicóloga infantil 

    [sharethis-inline-buttons]