Gravidez: cesárea eletiva agora só depois da 39ª semana de gestação

    Já soube da novidade? Agora é regra: Cesária a pedido da mãe ou do médico só será permitida depois da 39º semana de gestação, quando há menos risco para o bebê. Fique por dentro!

    Se você está no período gestacional e já optou junto ao seu médico pela cesárea, deve ficar atenta! O Conselho Federal de Medicina (CFM) mudou os critérios para realização desse tipo de parto. Agora ele só pode ser realizado a partir da 39° semana de gestação, quando há menos riscos para o bebê.

    Essa e outras novidades foram divulgadas na segunda-feira (20) e fazem parte da Resolução 2144/2016 do CFM, que terá os novos critérios publicados no “Diário Oficial da União” ainda nesta semana e, segundo o CFM, entrará em vigor imediatamente.

    No texto, o conselho afirma que “é ético o médico atender à vontade da gestante de realizar parto cesariano, garantida a autonomia do profissional, da paciente e a segurança do binômio materno fetal”. Porém, é necessário que nas primeiras consultas de pré-natal, médico e paciente discutam exaustivamente sobre benefícios e riscos tanto do parto normal quanto da cesariana e que a futura mamãe não tenha dúvidas da escolha.

    A decisão do CFM de adotar o marco de 39 semanas foi baseada em estudos analisados pelo Defining “Term” Pregnancy Workgroup, organizado pelo Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas (ACOG). Esse período corresponde ao início da gestação a termo, que vai de 39 semanas a 40 semanas e 6 dias.

    Antes dessa recomendação, os bebês que nasciam entre a 37ª e a 42ª semana eram considerados maduros. No entanto, pesquisas revelaram a incidência recorrente de problemas específicos em grupos de neonatos com idade gestacional inferior a 39 semanas.

    Outro ponto importante da resolução é sobre a formalização da decisão por parte da parturiente. Se ela optar pela cesariana, terá que assinar um termo de consentimento para que seu desejo seja registrado. O documento deve ser escrito em linguagem de fácil compreensão.

    Com informações do jornal Folha de São Paulo e Gazeta Online.

    Ainda não decidiu qual será o tipo de parto do seu bebê? Leia os artigos da colunista Priscilla Silva Machado e tire suas dúvidas:
    Gravidez: informação e protagonismo na gestação e no nascimento
    Dúvidas de mãe na gestação: parto normal ou cesárea?
    Parto normal, natural ou humanizado? Entenda a diferença!

    [sharethis-inline-buttons]