Gravidez e direção: até quando essa mistura é segura?

    Mamães ao volante! Mas, e quando está esperando um bebê lindo, ainda pode? A gente te conta aqui.

    Atualmente, as mamães estão cada vez mais independentes. E dirigir pra lá e pra cá resolvendo as coisas da casa, do bebê e do trabalho faz parte da rotina.

    Mas, peraí, até quando é seguro para as futuras mamães ficarem ao volante? Você já se perguntou sobre isso?

    A hora certa de passar para o banco do carona depende de cada mulher, mas existem alguns sinais que podem indicar quando é o melhor momento. Por isso, é importante ficar atento: se não estiver disposta, sentindo enjoos, não dirija.

    Lembre-se de escolher trajetos mais curtos para evitar o inchaço nos pés e nas pernas e, se as contrações começarem a aparecer, encoste o carro em local seguro, com calma, e chame um táxi. Veículos automáticos também são melhores para as mamães dirigirem por serem mais leves.

    De acordo com o ginecologista e obstetra Elvídio dos Santos, em entrevista ao jornal A Gazeta, o início da gravidez é o mais difícil, pois a mulher sente mais desconforto. O que não significa que seja o período com mais risco! Embora o incômodo seja maior no começo, os últimos três meses são os que oferecem um maior perigo para as mamães ao volante:

    “O fim da gestação é quando a grávida não tem tanto reflexo. Se perceber que está lenta, evite o volante”, alerta. Ele lembra, ainda, da importância do cinto de segurança, que protege tanto o bebê quanto a mamãe, e garante: o cinto não machuca o pimpolho!

    “O cinto fica abaixo e acima da barriga, então ele não tem como machucar o bebê. Mas nunca use o cinto no meio da barriga”, orienta.

    O momento de parar

    Não existe uma lei que determine até quando as grávidas têm permissão para dirigir. O mais recomendável é fazê-lo até o oitavo mês para evitar choques entre o volante e a barriga. No entanto, o ginecologista afirma: “uma mulher que não se sente enjoada, não engordou muito na gestação e se sente disposta, pode ir dirigindo até para a maternidade no dia do parto”.

    Então combinamos assim: independente do momento da gravidez, se você não estiver se sentindo bem, é melhor descansar em casa ou pedir uma carona pra alguém, ok?

    Até a próxima!