Hipertensão arterial infantil

    Escrevemos bastante aqui no blog sobre a importância dos lanches escolares e das comidinhas rápidas oferecidas hoje em dia para as crianças, por que é uma questão de alimentação muito séria. Séria porque pode provocar um problema de saúde que se cria e age silenciosamente: a hipertensão infantil.

    Muitas crianças às vezes se queixam de dores de cabeça, reclamam de tudo, ficam desanimadas ou irritadas, e as mães acreditam ser manha. Mas devido à alimentação com muito sódio, hambúrgueres , fritas, salgadinhos, biscoitos recheados… a saúde do seu pequeno pode estar sendo comprometida.

    Uma olhadinha na tabela nutricional impressa nas embalagens mostra que tanto salgadinhos como bolachas recheadas têm altas taxas de sódio. Esse ingrediente entram não só na composição do conhecido sal de cozinha, como também no bicarbonato de sódio e no pirofosfato dissódico, utilizados como fermento químico na indústria de alimentos. Os aromatizantes, que proporcionam sabor, também podem levar sódio em sua composição. Como os conservantes, essas substâncias, às vezes, desencadeiam ainda reações alérgicas em quem já tem predisposição.

    Em níveis normais, o sódio atua no equilíbrio hídrico do organismo e na transmissão de sinais nervosos. Já em quantidades excessivas, não é totalmente eliminado pelos rins e faz o corpo reter líquidos, contribuindo diretamente para a elevação da pressão arterial, entre outros malefícios. De novo, isso também tem a ver com as crianças. Tanto assim que a Sociedade Brasileira de Hipertensão faz um alerta: a hipertensão arterial infantil não ocorre apenas em situações especiais, como doenças renais ou congênitas. Maus hábitos à mesa contribuem — e muito. Isso significa cair de boca em pratos com alto teor de gorduras, açúcar e sal, ou seja, tudo o que salgadinhos e bolachas recheadas têm de sobra. “Estima-se que 5% da população infantil e adolescente apresenta pressão alta”, afirmam os cardiologistas.

    Por isso tudo, mamães, coloquem sempre na mesa alimentos frescos, frutas, sucos naturais, pães integrais e biscoitos caseiros. Sabemos que o tempo é curto, mas os cuidados com a saúde do seu filho não precisam ser, ok?