O que é vovó Coruja?

    O que significa ser avó coruja? Nossa colunista Sara Rozinda conta pra gente. Vem ler!

    O que significa ser uma avó coruja? É aquela que tem um amor incomensurável? É quem se desdobra, que se desvela, que “faz das tripas coração”, para realizar um desejo?

    É quem às vezes paga o maior mico? Que fura fila, que compra briga, que olha, mas não defeitos, só perfeição?
    É aquela que tem sempre na bolsa balas, chocolates e chicletes? Que permite comer doce antes do almoço? É quem vai para festinha infantil, parque de diversão, teatrinho, circo, praia, piscina como se estivesse fazendo uma viagem a Paris?

    É aquela que mesmo com dor na coluna, no pé ou nos braços, levanta-se para mais uma brincadeira? Ou para preparar aquele mingauzinho ou um copo de leite queimado? Então eu sou uma avó coruja, aliás, corujíssima!
    Minha neta é a minha flor. O que sinto por ela é o mais puro sentimento de unicidade. Ela é ímpar. Por ela, parafraseando Rita Lee, claro, que sou capaz de roubar os anéis de Saturno e muito mais…