O que fazer quando nosso pimpolho fica doente?

    O tema de hoje é quase um alerta para os pais ficarem de olho no seu próprio comportamento quando o filho está doente! Vamos ler?

    O tema de hoje é quase um alerta para os pais ficarem de olho no seu próprio comportamento quando o filho está doente.

    Muitas vezes, papais e mamães se sentem culpados e até mesmo de mãos atadas com o muito pouco a fazer quando um filho passa por alguma enfermidade e, com isso, tendem a fazer tudo àquilo que está ao seu alcance para que a criança fique bem. É nesta hora que muitas vezes observamos certo excesso no cuidado.

    Rotinas são modificadas e comportamentos alterados na tentativa de fazer o bem para seu filho. E o que o pimpolho está aprendendo com isso? Que ficar doente, no final das contas, até que não é mau negócio! Então, o que devemos fazer nestas horas?

    Em primeiro lugar, deve-se buscar um profissional da área da saúde para ver o que deve ser feito. Uma vez consultado um médico, o próximo passo é seguir o tratamento que foi indicado e bola pra frente! É claro que um pouco de dengo não faz mal a ninguém, mas lembre-se: não é bom para seu filho aprender que quando ele fica doente, ele não precisa ir para a escola ou que ele pode dormir na cama dos pais! Fazendo isso, você reforça os ganhos secundários que existem nesta situação.

    Em casos onde as doenças são mais graves é preciso ter acompanhamento mais próximo de um profissional para que ele saiba identificar o que é, de fato, relacionado à doença e o que é “dengo” ou “manha” do pimpolho. Assim, os pais não caem na velha armadilha de fazer tudo devido à grande culpa que carregam ao ver um filho doente.

    É neste momento que vários fantasmas adormecidos acordam e aparecem para nos assombrar: “por que eu não cuidei melhor dele”? “Por que não dei mais vitamina”? “Eu deveria ter ido mais vezes ao médico”. “Deveria ter lido todos os livros que me indicaram”! “Deveria realizar exames de sangue mensais”! “Por que o deixei sair de casa quando estava aquele vento sul??”.

    Brincadeiras à parte, é preciso compreender que nem tudo está sob nosso controle – na verdade, a maioria das coisas não está – e por isso é preciso encarar qualquer problema de saúde como algo comum ao ser humano e que ao buscar ajuda você já está fazendo a sua parte.

    Se, além disso, você quiser dar muito amor e carinho ao seu pimpolho, tente fazer isto sem muito excesso e pensando sempre na mensagem que está sendo passada nas entrelinhas, afinal de contas, ficar doente não deveria ser uma coisa legal, certo?

    [sharethis-inline-buttons]