Produtos de higiene oral: o que usar?

    Hoje no mercado existe uma infinidade de produtos odontológicos de diferentes marcas, para diferentes idades e com inúmeras funções. As embalagens são coloridas e atrativas, encantando as crianças pelo apelo visual.

    Hoje no mercado existe uma infinidade de produtos odontológicos de diferentes marcas, para diferentes idades e com inúmeras funções. As embalagens são coloridas e atrativas, encantando as crianças pelo apelo visual.

    Por um lado isso é muito bom porque amplia a opção dos profissionais na escolha de produtos que vão auxiliar o cuidado com as crianças. Por outro lado, cria uma confusão na cabeça das mães que acabam por não saber o que usar e, muitas vezes, gastam muito com produtos inadequados à idade e à necessidade da criança.

    Devemos considerar também que a utilização de produtos inadequados à idade da criança pode trazer problemas no desenvolvimento da dentição, por exemplo, a fluorose dentária. Essa pode ocorrer, por exemplo, com o uso de bochechos fluoretados para menores de seis anos. Na verdade, enxaguantes bucais e cremes dentais fluoretados só devem ser utilizados em crianças sob orientação de um odontopediatra, devido ao risco que pode trazer à saúde da criança.

    Devemos sempre enfatizar que o uso de todos esses produtos, desde a escova dental até os enxaguantes bucais, deve ser orientado por um profissional, principalmente no caso de crianças, para evitarmos danos à dentição e riscos à saúde. Não devemos esquecer também que a maioria desses produtos devem ser mantidos fora do alcance das crianças, uma vez que quando ingeridos em grande quantidade são tóxicos, podendo até levar a morte por intoxicação.

    Lembre-se que a orientação de um odontopediatra pode evitar vários transtornos, desde o gasto desnecessário até riscos à saúde do seu bebê.