Saiba como ser uma mãe sustentável

    Não há melhor momento do que a gravidez para pensar em criar um ambiente mais saudável para seu bebê e a si mesmo. Até mesmo mudanças pequenas em sua casa, comportamentos e dieta vão ajudar a proteger a família em crescimento e o planeta que o bebê irá herdar. Aqui está um resumo de algumas coisas importantes para ter uma maternidade sustentável.

    Gestação

    Uma das primeiras regras de uma gravidez saudável é manter-se hidratada. A gestante precisa beber para dois. O volume de sangue aumenta drasticamente, e elimina por duas pessoas através dos rins.

    Sendo bem hidratada, as gestantes estarão menos propensas a sofrer de constipação, fadiga, hemorróidas e infecções da bexiga. E também evita a retenção de líquido. Como a desidratação pode causar contrações, o risco de parto prematuro é menor se ingerir bastante água.

    À primeira vista, uma dieta sustentável parece simples: escolha alimentos orgânicos, da época e cultivados localmente. Isso significa concentrar-se em frutas, vegetais e grãos enriquecidos com ácido fólico e ferro, deixando para trás os alimentos processados. Substitua-os por alimentos ambientalmente corretos??quando puder.

    Obter sua quantidade necessária de proteína diária de maneira eco-friendly é outro desafio. Muitos peixes que são excelentes fontes de proteína e de ácido docosahexaenóico (DHA), um dos ácidos graxos ômega-3 essenciais para o desenvolvimento cerebral do feto, também contêm mercúrio, um metal pesado que pode colocar em risco o feto. Os especialistas não recomendam o consumo de peixe mais do que duas vezes por semana. Salmão, sardinhas, mexilhões, ostras e anchovas são os mais indicados. Aumente seu ômega-3 com outros alimentos ricos em ácidos graxos, incluindo nozes, óleo de canola e de linhaça, e com suplementos de óleo de peixe ou suplementos vegetarianos produzidos a partir dealgas.

    Diminua a quantidade de carne de sua alimentação. Se você limitar o consumo por motivos de saúde ou ambiental, adicione mais feijão, legumes e nozes à sua dieta juntamente com ovos de galinhas criadas localmente.

    Seguindo estas recomendações será mais fácil manter seu anho de peso no nível recomendado, o que reduz o risco de diabetes gestacional, hipertensão arterial e um bebê grande demais.

    Seu bebê estará exposto a menos pesticidase resíduos de medicamentos, o que é ótimo para o desenvolvimento do sistema neurológico.

    Nascimento

    Selecione as fraldas mais adequadas para o seu bebê, dando preferência às fraldas de pano. Mesmo parecendo ultrapassadas, hoje em dia existem vários modelos práticos, bonitos e confortáveis. O pano não possui produtos químicos e portanto não causa alergia ou irritações. De forma geral, estas fraldas são feitas de material favorável ao meio ambiente, como algodão orgânico.

    Com uma criança em casa você acumulará mais pilhas de roupas para lavar, por isso, otimize as lavagens de sua máquina e certifique-se de utilizar sabões não tóxicos.

    A maneira mais adequada para alimentar seu filho é a amamentação. Ela é totalmente gratuita, boa para a saúde da mãe e principalmente para o bebê, além de não causar nenhum impacto ambiental. Além disso, é uma experiência valiosa de ligação entre a mãe e o bebê.

    Se você precisa usar protetor para os seios, certifique-se de usar aqueles que são feitos de algodão orgânico ou de feltros de lã. Existe no mercado uma série de bons cremes para mamilos e que são feitos organicamente. Os melhores são aqueles feitos de lanolina orgânica.

    Se a alimentação de seu filho, a partir da mamadeira, torna-se realmente necessária, certifique-se de bombear o seu próprio leite ao invés de usar o enlatado.

    Use roupas “verdes” para vestir seu bebê. É certo que todas as marcas de roupas disponíveis são realmente difíceis de resistir, com suas belas cores e desenhos. No entanto, você deverá ter um cuidado absoluto com estas peças, pois durante o crescimento, os lactantes urinam em diferentes intervalos de tempo e podem estragar as roupas. É melhor substituir as marcas, por roupas confortáveis feitas em tecidos orgânicos, como algodão, linho, lã ou bambu, que não contêm qualquer tipo de produto químico tóxico. Além disso, elas duram mais tempo, mesmo que você lave-as constantemente.

    Certifique-se de utilizar produtos naturais de cuidados da pele, para o bebê. Produtos industrializados podem formar erupções que causam diferentes tipos de alergias de pele e que podem ser de difícil tratamento. Caso opte por estes produtos, certifique-se de utilizar aqueles feitos a partir de matéria natural e orgânica.

    Além disso existem uma série de outras maneiras de ser sustentável. Usando alimentos frescos e não são enlatados. Esta será uma ótima ideia para ajudar o seu filho permanecer saudável e ambientalmente correto.

    FONTE: Ciclo Vivo