Saúde bucal da gestante

    Na gestação, as doenças bucais (cáries e doenças da gengiva) podem ser evitadas, desde que a gestante receba um adequado acompanhamento odontológico no pré-natal, recebendo orientações sobre alimentação e higiene.

    A gestante deve se cuidar para que o bebê nasça e cresça forte e saudável. Dentre esses cuidados está a saúde bucal. Você pode e deve consultar o seu dentista, pois desde o início da gravidez é necessário dar atenção especial aos dentes, prevenindo problemas que podem causar transtornos à gestação. Vários estudos têm sugerido uma relação entre problemas gengivais da gestante e partos prematuros, e também com o nascimento de bebês com baixo peso.

    Por isso lembre-se:

    1. Você não precisa comer por dois. Coma mais frutas, legumes, verduras, leite, queijos. Evite doces, balas, caramelos, bombons, biscoitos, principalmente entre as refeições;
    2. Reduza o consumo do açúcar;
    3. Escove sempre os dentes após as refeições e, pelo menos uma vez ao dia, use o fio dental.
    4. Em caso de sangramento na gengiva, escove bem o local e, se persistir por mais de 3 dias, procure seu dentista.
    5. Não se exponha a uma radiografia (principalmente no 1º trimestre), a menos que seja indispensável. Exija um avental de chumbo para proteger sua barriga.

    O ideal é que toda mulher que pretenda engravidar realize seu tratamento dentário e resolva todos os seus problemas bucais antes da gravidez. Assim, durante a gravidez será necessário somente um acompanhamento, sem a necessidade de grandes intervenções. Com esses cuidados teremos uma gravidez mais segura e com menos risco de partos prematuros e bebês de baixo peso.

    Além disso, no último trimestre da gravidez, não esqueça de consultar um odontopediatra para que o acompanhamento odontológico do bebê comece ainda na barriga da futura mamãe, que é o que chamamos de Odontologia Intra-uterina.