Saúde bucal das crianças: a importância da rotina e do exemplo

    Tem uma idade ideal para começar a fazer a higiene bucal das crianças? Tem sim! A gente conta pra você.

    Existe coisa mais linda e fofa do que o sorriso do nosso pimpolho? Não! Nada dá mais satisfação do que vê-los felizes, não é? Mas para que isso seja sempre motivo de alegria, é preciso nos lembrar de um assunto importante: a saúde bucal.

    É fundamental manter a boca dos pequenos saudável e, para isso, papais e mamães não podem se esquecer de cuidar de seus dentinhos, pelo menos, até os sete anos, de acordo com Renato Santos Coelho, pediatra do Comitê de Desenvolvimento e Comportamento da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul.

    É nesta época que, geralmente, ocorre a troca da primeira dentição, podendo acontecer mais cedo, caso os primeiros dentes tenham nascido antes dos seis meses de idade.

    “Até a criança chegar à faixa escolar, a responsabilidade sobre a higiene oral dela é dos pais. Os adultos devem iniciar o hábito da higiene dos dentes assim que começar a dentição dos filhos. É necessário entender que o hábito de escovar os dentes leva anos para a criança internalizar e aceitar como rotina”, explica.

    É importante fazer a consulta regular ao dentista desde cedo

    Uma dica para gerar interesse nos pequenos é dar o exemplo. “Assistindo a higiene oral dos pais, os filhos ganham confiança na escovação e percebem que a rotina é importante”, afirma o pediatra. Segundo ele, estimular a autonomia dos pimpolhos e cobrar a participação deles na responsabilidade do cuidado dos dentes também faz parte deste momento.

    O pediatra ressalta ainda que é muito importante fazer a consulta regular ao dentista desde cedo para habituar a criança e ela poder criar um vínculo com o profissional, para não associar o momento a algo ruim ou que cause dor.

    Se o seu pimpolho ainda é recém-nascido, não se preocupe tanto! A orientação de Renato é não limpar a boca dos bebês. “Atualmente não se recomenda mais fazer. Acreditava-se que ao fazer isto se prevenia o sapinho, que é uma infecção por um fungo, mas tinha a conotação de sujeira. Crianças em aleitamento materno exclusivo menos ainda, pois o leite materno é rico em IgA, que é um anticorpo de superfície que protege o bebê. A limpeza da boca removeria estes IgAs”, revela.