Soninho do bebê: hora de aprender mais

    Os pimpolhos de 6 meses a 1 ano aprendem melhor se tirarem uma sonequinha depois

    Segundo pesquisa, os pimpolhos de 6 meses a 1 ano aprendem melhor antes de dormir

    Para aprender novas tarefas e desenvolver novas habilidades o bebê precisa estar completamente sem sono? Estudiosos americanos dizem que não. Uma pesquisa realizada na Universidade de Sheffield, na Inglaterra, revelou que os bebês têm mais facilidade de aprender coisas novas se tirarem um cochilo logo após a lição.

    Fazendo brincadeiras com fantoches, um time de cientistas ensinou três novas tarefas a 216 pimpolhos de 6 meses a um ano. Destes, metade dormiu até quatro horas depois do aprendizado, enquanto a outra metade não dormiu ou tirou apenas sonecas curtas, com menos de 30 minutos.

    O resultado surpreendeu. No dia seguinte, todos os pequenos foram estimulados a repetir as tarefas aprendidas, mas apenas os que dormiram por um bom tempo conseguiram executá-las.

    Em média, quem tirou um longo soninho repetiu uma tarefa e meia. No entanto, os que não cochilaram não conseguiram aprender nada.

    Em entrevista à BBC, Jane Herbert, do departamento de psicologia da Universidade de Sheffield, disse que se presumia que bebês bem acordados conseguiam aprender melhor. Porém, “talvez os eventos ocorridos pouco antes do sono sejam os mais importantes”, avaliou.

    Com a pesquisa, os cientistas também descobriram que é bom ler livros para os pimpolhos antes da hora de dormir. Aliás, estudos feitos no ano passado já haviam identificado mecanismos de memória durante o sono e revelaram que enquanto o bebê tira uma soneca, novas conexões entre as células cerebrais são formadas.

    Vale lembrar que os dados apontam que é bom para o pequeno dormir após aprender, mas não que estar com sono durante a lição é positivo. Os estudiosos da Universidade de Sheffield e da Ruhr University Bochum, na Alemanha, afirmam ainda que se sabe pouco sobre o papel do sono no primeiro ano de vida, por isso, há muito a ser pesquisado.

    Foto: Donnie Ray Jones / Licença CC