criação

    Como é ser mãe por escala

    É um desafio constante e um peso extra quando você precisa assumir o papel de "protagonista" na criação dos filhos, mesmo que seja em tempos determinados. Nossa nova colunista, Elizângela Rossoni, segura a onda nos dias em que o marido, Rodrigo, está embarcado a trabalho. Ela conta como é a experiência e como a presença dele é extremamente significante.

    Lavínia chegou!

    "O lado ruim do trabalho embarcado, o pior de todos, é não ter certeza de que estaremos presentes em momentos importantes, como o nascimento de minha segunda filha. A própria gestação é algo que não permite muitos planos, portanto, são duas incertezas".