Você sabe a diferença entre calçados anatômicos e ortopédicos?

    Você sabe a diferença entre calçados anatômicos e ortopédicos?

    Certamente você já ouviu falar em calçados anatômicos e ortopédicos, não é mesmo? Mas você já parou para pensar em qual é a diferença entre eles? Se a resposta for não, não se preocupe! Vamos te explicar tudinho para que você não tenha dúvidas.
    O calçado anatômico é aquele feito para proporcionar conforto e proteção para os pés. Este tipo já pode ser utilizado pelos bebês desde os primeiros passos. A criança tem a sensação de estar pisando na areia ou caminhando descalça. Isso auxilia no jeito dela andar.
    Estes modelos possuem uma elevação no arco pé que se adapta ao formato do anatômico, o que ajuda a melhorar a postura desta parte do corpo, porém, não corrige a postura corporal.

     

    Já os modelos ortopédicos são aqueles indicados para quem tem deformações graves nos pés. São modelos feitos sob medida, de acordo com o receitado por um ortopedista, que especifica as características que o calçado deve ter para corrigir determinados problemas.
    O uso deste tipo de calçado não deve ser feito por qualquer pessoa, pois ele trata de deformações particulares de cada pessoa, como pé chato, pé plano, diferença no tamanho das pernas, entre outros problemas.

     

    Os bebês nascem com o pezinho chato – também conhecido com pé plano entre os médicos –, mas com o tempo a curvatura vai aparecendo, de acordo com o desenvolvimento da musculatura da criança. O diagnóstico de pé plano só é feito depois dos 5 anos, quando o desenvolvimento muscular da criança já está completo.
    Ações corriqueiras na vida de uma criança, como brincar, andar descalço na areia e na grama, além de usar sapatos confortáveis, são atitudes que ajudam a formar o arco do pé do bebê e moldar o pé. Mas se o pimpolho reclama de dor, não gosta de andar e pede colo a todo instante, vale ligar o alerta e procurar um especialista.

    E por aí, como está o pezinho do seu pimpolho?