Xixi na cama: veja até que idade é normal

    Até os cinco anos, a criança está aprendendo a controlar a bexiga e, por isso, pode ocorrer a enurese noturna, o xixi na cama. Saiba mais!

    Ele já está andando, aprendeu a comer sozinho, mas ainda está fazendo xixi na cama. Alguns pais ficam preocupados quando a situação continua à medida que o bebê vai crescendo, mas em algumas fases, isso é normal. Apenas a partir dos dois anos de idade, em média, os pequenos começam a ter controle sobre a bexiga – isso se a criança estiver saudável.

    Quem explica é o pediatra Severino Dantas. Em entrevista ao jornal A Gazeta, ele explica que esse período de adaptação e controle do órgão ainda pode se estender até os cinco anos.

    “Tudo depende da educação que a criança recebe. Aos 5 anos, a criança já está na hora de ter um controle da bexiga. Se ela ainda não tem, é preciso ir atrás do motivo. Os pais devem verificar o que estão fazendo de errado ou se a criança tem algum distúrbio”, afirmou o pediatra.
    Muitas vezes, o problema pode ser psicológico, influenciado, por exemplo, por questões familiares. “Se os pais se divorciam, a criança pode ter essa fase desregulada. O nascimento de um irmão também pode fazer até mesmo uma criança que já passou pelo processo voltar a fazer xixi”, explicou o médico.

    Mas, após os cinco anos de idade, se o bebê permanecer deixando a cama molhada, é hora de investigar. “É preciso avaliar o psicológico, ou até algum problema neurológico ou uma infecção urinária. É preciso fazer uma avaliação médica criteriosa”, disse Dantas.

    Para ajudar os pais que passam por essa situação, um hospital público de São Paulo adotou um aparelho que funciona como um sensor. Quando o pequeno começa a fazer xixi, o aparelho, que fica dentro da roupa íntima da criança, apita para que ela acorde e vá ao banheiro. Os aparelhos são emprestados por seis meses aos pacientes e a eficácia do produto gira em torno de 70%, segundo o coordenador do Centro e Enurese do hospital, Flávio Trigo, conforme cita a reportagem.

    “O índice de resultado é muito bom. É uma forma de condicionamento e que funciona muito bem”, explicou.

    Em casa, o ideal é que os pais observem o horário em que a criança faz xixi na cama e ensinem a eles a importância de avançar nessa fase.

    [sharethis-inline-buttons]